Área Restrita

Corpo de jovem agredida por namorado é velado em Itapetinga

Cerimônia ocorre na manhã desta quinta, no sudoeste do estado.
Jovem morreu após duas semanas internada em coma induzido.

O corpo da jovem Jéssica Nascimento, 21 anos, que morreu após ser agredida pelo namorado na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, é velado em uma capela no centro da cidade de Itapetinga, onde a família mora, na manhã desta quinta-feira (12). Familiares e amigos se despedem da jovem no local desde o início da tarde de quarta-feira (11). O corpo de Jéssica será enterrado às 16h desta quinta, no Cemitério Parque da Eternidade.

Jéssica morreu na terça-feira (10) após duas semanas internada em coma induzido na UTI do Hospital de Base de Vitória da Conquista. Segundo informações da unidade de saúde, Jéssica teve falência de múltiplos órgãos.

Na terça-feira, a mãe da jovem Jéssica Nascimento falou sobre a situação que a garota estava e sobre o medo de perder a filha por conta do estado de saúde delicado. “Eu entrei no hospital, lá na UTI, eu não consegui encostar de junto dela. Quando eu vi aquela cena, eu saí num desespero, chorando, com medo de perder a minha filha”, disse Jeane Augusta Silva.

Crime
O delegado Gustavo Tortarelli, que investiga o caso, informou ao G1 que, com a morte de Jéssica, o suspeito da agressão, Américo Francisco Vinhas Neto, passa a responder por lesão corporal seguida de morte.

Ele teve a prisão decretada na sexta-feira (6) e está foragido. "Muda a tipificação do crime. Agora ele vai responder por lesão corporal seguida de morte, artigo 129, parágrafo 3º doCódigo Penal. A pena é de 4 a 12 anos", disse.

Enquanto Jéssica estava internada, o suspeito estava respondendo por lesão corporal gravísisma por conta da agressão e da morte do bebê de aproximadamente 4 meses que a vítima perdeu por causa das lesões sofridas no espancamento. O inquérito deve ser concluído até o dia 25 de maio.

 

 

Mais Novidades